Web Rádio Cidade Jovem
Pizzaria
SAPÉ

Candidata a cargo de Conselheira Tutelar ataca atuais conselheiros em sua Redes Sociais

A que ponto chegará esta campanha até a sua etapa final, pois me parece que as regras não vão serem cumpridas pelos candidatos, e que nada será feito pelas autoridades competentes para barrar os candidatos que querem estar acima da lei e da ordem pública.

08/08/2019 20h41Atualizado há 2 semanas
Por: Jackson Silva
94

Na Cidade de Sapé, zona da mata paraibana, vem se destacando nas irregularidades da campanha para conselheiros tutelares do município, todas as semanas têm denúncias de diversas situações envolvendo candidatos ao cargo de conselheiro tutelar do município.

Desta vez, uma candidata apresentada como LYA FERREIRA, usou as redes sociais para atacar, os atuais conselheiros tutelares, que concorre à reeleição, a candidata em sua publicação diz que quer ser conselheira porque tem experiência comprovadas na área, a candidata afirma que ser conselheiro não á apenas registrar ocorrências e ir averiguar fatos., atingindo diretamente os 05 conselheiros que são candidatos a reeleição e que estão no exercício da função.

A nossa redação do site JKR Notícias apurou que em uma Recomendação datada em 25 de julho de 2019, redigida pela CMDCA, diz que é vedada a propaganda que caluniar, difamar ou injuriar qualquer pessoa, bem como atingir órgão ou entidades que exceção autoridade pública, a mesma Recomendação ainda diz que, é dever do candidato porta-se com urbanidade durante a campanha, sendo vedada a propaganda irreal ou insidiosa ou que promova ataque pessoal contra os concorrentes.

A que ponto chegará esta campanha até a sua etapa final, pois me parece que as regras não vão serem cumpridas pelos candidatos, e que nada será feito pelas autoridades competentes para barrar os candidatos que querem estar acima da lei e da ordem pública.

É público e notório que, o estatuto da criança e do adolescente, deixa claro que no seu art. 133. Que para a candidatura a membro do Conselho Tutelar, serão exigidos os seguintes requisitos: I - reconhecida idoneidade moral, me parece que alguns candidatos estão esquecendo-se de cumprirem uma regra básica do pleito.

Como já era de se esperar, em sapé tudo pode, mesmo na política da infância e adolescência. Será que vamos ver novamente a velha expressão da política partidária. ‘’que m sapé em tempo de política só não se ver boi voar”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.