Web Rádio Cidade Jovem
prefeitura
DIA DO ROCK

TOP 10: Relembre as bandas que marcaram o rock cristão

Rebanhão, Oficina G3 e Resgate são alguns nomes que não podem faltar em sua playlist

13/07/2019 13h45
Por: JKR NOTÍCIAS
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Por muito tempo o rock teve seu nome associado ao satanismo e à tríade Sexo, Drogas e Rock’n’roll. Na década de 70, o cantor Raul Seixas chegou a declarar, em uma de suas músicas, que “o diabo é o pai do rock”.

Entretanto, aos poucos, algumas bandas foram surgindo e surfando na contra-cultura do movimento hippie. Com o intuito de levar a mensagem do Evangelho aos jovens, nomes como Êxodos, Rebanhão, Katsbarnea e Oficina G3 conseguiram provar que igreja e rock podem andar lado a lado.

E foi pensando no Dia Mundial do Rock, comemorado neste sábado (13), que o Pleno.News preparou uma seleção com as dez bandas mais importantes do movimento.

ÊXODOS - Considerados como os pioneiros no gênero, a banda começou na década de 70 se apresentando nas Escolas Bíblicas Dominicais da Igreja Batista de Vila Bonilha, em São Paulo. Influência para vários representantes do gênero, a banda ficou em atividade durante sete anos. Dentre os seus maiores sucessos está a canção Galhos Secos, mais conhecida como Para Nossa Alegria.

REBANHÃO  - Representantes do Rio de Janeiro, a banda surgiu em 1979 e chegaram a lançar um álbum comemorativo pelos seus 35 anos de carreira em 2017. Formada atualmente por Carlinhos Félix, Pedro Braconnot e Paulo Marotta, eles já tiveram várias de suas canções regravadas por outros artistas. Morto em 1988, o ex-vocalista Janires foi responsável por uma verdadeira modernização no cenário musical cristão. Até hoje, o grupo é lembrado pelos clássicos Primeiro Amor, Palácios e a contagiante Baião.

BANDA AZUL - A banda nasceu em Belo Horizonte e teve Janires Magalhães Manso em sua formação. Ao lado de Guilherme Praxedes, Moisés di Sousa, Dudu Batera e Dudu Guitarra, o músico lançou o primeiro trabalho da banda em 1987. Após sua morte, Guilherme assumiu os vocais do grupo, que encerrou suas atividades em 1995, após o lançamento do álbum Festa no Céu.

KATSBARNEA - Ainda em atividade, os roqueiros de São Paulo, liderados atualmente por Paulinho Makuko, chegaram ao cenário no final dos anos 80. Criada por Brother Simion ao lado de outros músicos, a Katsbarnea conseguiu repercussão já no primeiro disco com a canção Extra, que trazia o clássico refrão “Extra, extra / O mundo acabará amanhã de manhã”

RESGATE - Considerados os tios do rock, a banda formada por Zé Bruno, Hamiltom Gomes, Marcelo Bassa e Jorge Bruno segue em atividade tecendo suas críticas à sociedade e ao movimento religioso com letras ácidas e guitarras carregadas. Atualmente, eles se preparam para lançar um documentário que conta seus 30 anos de carreira.

OFICINA G3 - Seguindo em ano sabático desde 2017, os músicos começaram a tocar suas guitarras em 1987. Vários cantores já passaram pela banda, como PG, Luciano Manga e Túlio Regis. Atualmente, o Oficina G3 é formado por Mauro Henrique, Juninho Afram (único que se mantém desde a formação original), Duca Tambasco e Jean Carlos. Em 2009 eles venceram o Grammy Latino, na categoria Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa, com o CD Depois da Guerra.

CATEDRAL - Sempre falando de amor e política em suas canções, o Catedral começou seu som em Nilópolis (RJ), nos anos 80. Formado na época pelos irmãos Kim, Júlio, Cézar e o amigo Guilherme. Em 2003, eles sofreram com a morte do guitarrista Cézar em um acidente de carro. Envolvidos em algumas polêmicas, eles chegaram a ensaiar uma parceria com o mercado secular lançando clipes que contaram com participações até de artistas globais.

FRUTO SAGRADO - Grandes representantes do gênero ao lado do Oficina G3 e Resgate, a banda Fruto Sagrado surgiu em Niterói, na reta final da década de 80, com Marcão, Flávio Amorim, Marcos Valério e Bênlio Bussinger. Seu último disco foi lançado em 2012 e eles chegaram a ensaiar um revival em 2015 com o single Fé Canibal. Com um som bem pesado e visual dark, eles já gravaram com nomes como João Alexandre, Amaury Fontenelle e PG, ex-vocalista do Oficina G3.

ROSA DE SARON - Representantes do gênero entre o público católico, o Rosa de Saron surgiu em meio à Renovação Carismática, em 1988. Oriundos de Campinas (SP), eles são destaques nas principais premiações católicas. Em 2018, o vocalista Guilherme de Sá anunciou sua saída da banda. O posto foi assumido por Bruno Faglioni, em março deste ano, com quem já lançou duas canções dessa nova fase.

MILITANTES - Formada por Filé, Douglas Cocão, Kako Alves e Fabio Garcia, a banda Militantes é mais uma que surgiu em São Paulo. Na estrada desde o final dos anos 90, os músicos fazem um som com influências do hardcore punk. Um de seus grandes destaques foi o álbum Destrua o Controle, de 2010. Seu último trabalho lançado em 2015 – o CD Por Um Segundo – contou com a participação de Zé Bruno, vocalista do Resgate.

*Com Plenonews.com

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.