Pizzaria
Web Rádio Cidade Jovem
SPORTMANIA.VIP
Novo comando

Presidente reeleito da África do Sul toma posse

Ambas seriam imensas conquistas: a corrupção e a má administração consumiram bilhões de rands, e a África do Sul é um dos países com maior desigualdade no mundo, segundo o Banco Mundial (BM).

Política

PolíticaTudo sobre a Política de Mari e de região vizinhas!

25/05/2019 15h39
Por: Jackson Silva, Portal JKR
Fonte: G1
36
Foto: Associated Press
Foto: Associated Press

O presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, tomou posse neste sábado (25) para um novo mandato de cinco anos como presidente. O partido dele, o Congresso Nacional Africano (ANC, na sigla em inglês), recebeu 58% dos votos nas últimas eleições, realizadas no dia 8.

Na cerimônia, Ramaphosa pediu que o país busque "uma extraordinária façanha de empreendimento humano". Ele vai precisar enfrentar as altas taxas de desemprego, corrupção e desigualdade social no país, além de problemas históricos relacionados à distribuição de terras.

"Os desafios que nosso país enfrenta são enormes e reais. Mas eles não são intransponíveis. Eles podem ser resolvidos. E eu estou aqui hoje dizendo que eles serão resolvidos", disse Ramaphosa a cerca de 30 mil pessoas na capital, Pretória, entre elas vários líderes de países africanos.

Ramaphosa prometeu uma nova era, na qual líderes políticos melhorarão a vida das pessas em vez de enriquecerem. Ele pediu um estado livre de corrupção e "recursos desperdiçados", e instigou os sul-africanos a acabarem com a pobreza em uma geração.

Ambas seriam imensas conquistas: a corrupção e a má administração consumiram bilhões de rands, e a África do Sul é um dos países com maior desigualdade no mundo, segundo o Banco Mundial (BM).

A posse de Ramaphosa ocorreu pouco mais de duas semanas depois da vitória de seu partido, o ANC, nas eleições – que ocupa o poder no país desde 1994, quando acabou o apartheid. A porcentagem dos votos conquistados nestas eleições foi a menor em toda a história.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias