Secretária de Saúde de Mari planeja ações e o prefeito poderá determinar a ampliação dos serviços da área no combate à Covid-19

single-image

A redação do ExpressoPB.net manteve contato com a Secretária de Saúde de Mari, Emanuelle Chaves, para saber maiores detalhes acerca da informação sobre a destinação pelo Governo Federal de mais de 2 milhões e setecentos mil reais, para ações de combate ao Coronavírus.

 

De acordo com a Secretária, os recursos estão previstos na Portaria nº 1.666, , publicada no Diário Oficial da União no dia 01 de julho deste ano e define o valor de R$ 2.712.652,00, destinados ao custeio das ações e serviços de saúde para o enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da COVID 19 no Município de Mari. Entretanto, a Secretária alerta que os recursos ainda não chegaram nos cofres dos Município.

Questionada se a secretaria já tinha uma idéia de quais ações ou serviços seriam efetivados através do uso dos recursos, Emanuelle Chaves disse que já vinha discutindo com a equipe técnica algumas ações, mas também precisará conversar com o Prefeito Antônio Gomes para definir como será investida a totalidade dos recursos.

“Em discussões com nossa equipe técnica, já havíamos detectado a necessidade da aquisição de tuneis de desinfecção para a Policlínica e o Polo de Atendimento da Covid. Também precisamos realizar testagem em massa da população, principalmente das pessoas que fazem parte do grupo de risco.”

Ainda, de acordo com a Secretária, a partir do momento que for possível a realização de teste massivo na população é natural que aumente o descobrimento de novos casos, levando o Município a investir em maior quantidade de medicamentos. “ Com a chegada desses recursos, abre-se um horizonte importante para efetivarmos essas ações,” disse a Secretária.

A Secretária confirmou que já está buscando agendar uma conversa com o Prefeito Antônio para alinhar as ações previstas e buscar do gestor outras propostas de investimentos na área de saúde. “O Prefeito já determinou a ampliação do Serviço de Pronto Atendimento (Unidade Mista de Saúde) e vem envidando esforços para implantar uma Unidade Hospitalar. Se o gestor entender que boa parte desse recurso será suficiente para garantir esse serviço ao Município, terá todo nosso apoio,” finalizou.

JKR NOTÍCIAS / ExpressoPB/Sucursal Zona da Mata

Facebook Comments