Segunda, 10 de dezembro de 2018
(83) 99635-5176
Esportes

17/09/2018 às 06h56

89

Redação JKR

Mari / PB

Final da Série C tem virada incrível do Cuiabá no Operário
Nos acréscimos e na base da pressão, o Fantasma ainda conseguiu empatar e evitar que sofresse a primeira derrota em casa na temporada.
Final da Série C tem virada incrível do Cuiabá no Operário





  • Em uma partida aberta e eletrizante, Operário-PR e Cuiabá empataram por 3 a 3 neste sábado, no Germano Krüger, em Ponta Grossa, pela primeira partida da final da Série C. O time paranaense chegou a abrir dois gols de diferença, ainda no primeiro tempo, mas levou a virada na segunda etapa. Nos acréscimos e na base da pressão, o Fantasma ainda conseguiu empatar e evitar que sofresse a primeira derrota em casa na temporada.




  • PRIMEIRO TEMPO

    Ainda tinha torcedor chegando ao estádio quando a rede balançou. Logo após a saída de bola, Dione recebeu de Peixoto dentro da área e chutou cruzado – a bola ainda bateu na trave antes de entrar. O time mato-grossense respondeu em bolas aéreas, com cabeçadas de João Carlos e Marino. As duas bolas passaram rente à trave. Depois do início intenso, o duelo ficou mais amarrado e pegou fogo no fim. Em boa jogada de Cleyton no meio, Danilo Báia cruzou na cabeça de Erick, que deslocou o goleiro e ampliou. Bonito gol. Nos acréscimos, Adriano Pardal quase diminuiu em cabeçada na trave.




  • SEGUNDO TEMPO

    Atrás do marcador, o Cuiabá foi para cima na volta do intervalo e descontou no começo. Eduardo Ramos cruzou da direita, Jenilson fez o pivô muito bem e rolou para Marino, de fora da área, chutar colocado no ângulo. Golaço. Logo depois, em lance parecido, foi a vez de Doda fazer o pivô e tocar para Adriano Pardal bater rasteiro. Simão fez grande defesa. O empate veio após cobrança de escanteio, quando a bola sobrou para Marino desviar na pequena área e tirar do goleiro. E ainda virou. Eduardo Ramos, na esquerda, girou na marcação e cruzou para Jenison aparecer por trás da zaga e cabecear para as redes. O meia, depois, quase ampliou em chute rasteiro. O Operário-PR só foi aparecer na reta final, em cabeçada na trave de Sosa. Nos acréscimos, Robinho aproveitou sobra da zaga, chutou no canto e igualou tudo.




  • DESTAQUE

    Marino, que já tinha aparecido duas vezes em lances aéreos na primeira etapa, marcou duas vezes no segundo tempo. O primeiro foi após passe de Jenison e batida colocada com categoria no ângulo direito do goleiro. Já o segundo foi de oportunismo, desviando a bola que sobrou depois da cobrança de escanteio, na pequena área. Além dos gols, chegando a nove em 20 jogos na Série C, o volante deu combate e soube proteger bem a frente da zaga, ainda aparecendo com regularidade na frente.




  • PRÓXIMO JOGO

    Cuiabá e Operário-PR se enfrentam na finalíssima da Série C no próximo sábado, às 19h, na Arena Pantanal.




  • PÚBLICO E RENDA

    Público pagante: 5.439


    Público total: 6.003


    Renda: R$ 127.280,00








Globo Esporte 

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium