Pizzaria
BOM MACHE
VEJA VÍDEO

Pastor demitido da Igreja Mundial denuncia cúpula do ministério – VEJA VÍDEO

O site tentou entrar em contato com o pastor mas não obteve sucesso, por sorte o vídeo já havia sido salvo pela equipe do Fuxico Gospel, e você pode conferi-lo na íntegra.

15/12/2019 15h59
Por: Jackson Silva / JKR Notícias
Fonte: Fuxico Gospel

Na manhã dessa quarta-feira (9), o pastor Paulo Ongilio, gravou uma live em seu Facebook ao lado de sua esposa missionária Miriam,  para desabafar e abrir o jogo sobre sua demissão da Igreja Mundial do Poder de Deus.

Paulo foi desligado do quadro de pastores da Igreja Mundial pelo pastor Anderson, que é o regional da Igreja Mundial de Limeira (SP).

Segundo o pastor Paulo Ongilio, 12 dias após ser transferido de uma congregação de Limeira, ele foi desligado da Igreja sem motivo justo. O pastor também atribui ao bispo Ricardo Matheus a sua demissão.

O pastor disse que estava há 12 dias em Cordeirópolis (SP), quando recebeu a notícia que seria transferido novamente, desta vez, para o estado do Espírito Santo.

Ongilio explica no vídeo que não se recusou a ser transferido, apenas pediu para resolver algumas pendências antes de assinar a carta de transferência, e sem nenhuma explicação ele foi despedido do ministério.

O pastor também prometeu divulgar em todas redes sociais o áudio onde o pastor Anderson informa que ele foi desligado da Igreja Mundial.

Em todo o vídeo o pastor Paulo Ongilio se refere ao pastor Anderson e ao bispo Ricardo Matheus, como “moleque”, e disse que eles não mereciam seu respeito.

Entretanto, após algumas horas o pastor Paulo Ongilio, não apenas excluiu a live, mas suspendeu a sua conta do Facebook. Informações extraoficiais dão conta de o pastor foi ameaçado.

O site tentou entrar em contato com o pastor mas não obteve sucesso, por sorte o vídeo já havia sido salvo pela equipe do Fuxico Gospel, e você pode conferi-lo na íntegra.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias