3 anos
Pizzaria
Web Rádio Cidade Jovem
Policial

Polícia interdita galpão que guardava fogos de artifício em fábrica clandestina que explodiu em Solânea

Ainda de acordo com ele, as causas da explosão só serão identificadas após de 30 dias, com a conclusão de uma perícia feita pela PC.

10/10/2019 09h02
Por: Redação JKR Notícias
Fonte: G1-PB

Um galpão que armazenava fogos de artifício foi interditado pela Polícia Civil no começo da noite da terça-feira (8), após a explosão que aconteceu em uma fábrica que produzia os produtos, em Solânea, no Agreste da Paraíba. Segundo o delegado Diógenes Fernandes, responsável pela investigação, os dois estabelecimentos eram vizinhos, pertencem ao mesmo proprietário e funcionavam sem autorização.

No armazém que foi lacrado, todo o material já estava pronto para venda. “É mais um crime para investigar. Inclusive, não consta alvará, pelo menos atualizado, na fábrica de fogos”, contou Diógenes. Ainda de acordo com ele, as causas da explosão só serão identificadas após de 30 dias, com a conclusão de uma perícia feita pela PC.

O proprietário dos locais é um vereador da cidade. Segundo o parlamentar Flávio Evaristo, presidente da Câmara Municipal de Solânea, Josué Pereira dos Santos está no segundo mandato consecutivo.

Após o acidente, o vereador foi encaminhado para o Hospital de Trauma de João Pessoa. De acordo com informações da unidade hospitalar, o estado de saúde dele é estável. Ele sofreu uma fratura no braço e queimaduras.

Já outro homem que também estava no local, encaminhado para a mesma unidade, está em estado grave de saúde. Duas outras vítimas que foram encaminhadas com ferimentos leves para um hospital de Solânea já receberam alta.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.