Web Rádio Cidade Jovem
Pizzaria
3 anos
ECONOMIA

Mais de 12 milhões de trabalhadores podem sacar FGTS nesta sexta-feira (27)

Os valores também caem hoje para os correntistas da Caixa que nasceram nos mesmos meses e autorizaram o recebimento até o dia 22 de setembro.

26/09/2019 20h29
Por: Redação JKR Notícias
Fonte: Folhapress
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Começa nesta sexta-feira (27) a segunda etapa de saques de até R$ 500 por conta -ativa e inativa- do FGTS.

Segundo a Caixa, R$ 5 bilhões serão liberados para 12 milhões de trabalhadores no país inteiro. No estado de São Paulo, 3 milhões de pessoas poderão resgatar o total de R$ 1,4 bilhão.

Por enquanto, têm direito à grana aqueles que têm poupança aberta no banco até 24 de julho e que tenham nascido nos meses de maio, junho, julho e agosto. Para estes clientes, a grana deve cair automaticamente.

Os valores também caem hoje para os correntistas da Caixa que nasceram nos mesmos meses e autorizaram o recebimento até o dia 22 de setembro.

Quem perdeu o prazo vai receber no próximo lote. Para isso, é preciso autorizar o crédito pelo internet banking da Caixa, aplicativo do FGTS, telefone 0800 724 2019, direto na agência ou pelo site fgts.caixa.gov.br.

Horário de atendimento estendido Para facilitar o atendimento aos clientes, a Caixa informou que as agências do banco funcionarão em horário estendido nesta sexta (27). Os trabalhadores vão poder emitir senha do Cartão Cidadão e tirar dúvidas.

Diferentemente da primeira fase dos saques, as agências não funcionarão no sábado.

FALHAS NO SAQUE


No primeiro dia de saques da grana do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), no dia 13 de setembro, alguns clientes deixaram agências da Caixa Econômica Federal de bolsos vazios.

A reportagem do Agora esteve em quatro delas (duas na zona sul e duas na zona central) e conversou com clientes que relataram problemas semelhantes.

Muitos deles contaram que não conseguiam resgatar e nem consultar o valor pelo aplicativo e que estavam sendo orientados de que o problema só poderia ser resolvido na agência da conta correspondente.

Em nota, a Caixa apenas informou que, em eventuais divergências de cadastro, “não existe a necessidade do cliente/trabalhador se dirigir à agência de relacionamento para resolver a pendência”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.