Web Rádio Cidade Jovem
Pizzaria
3 anos
NOTA

Prefeitura chama de “fantasiosas” acusações de vice em renúncia

Ainda na nota, a Prefeitura considerou as acusações e denúncias feitas pelo vice na carta de renúncia como ‘fantasiosas’. “Ele resolveu politicar a opção que fez: a de não assumir suas responsabilidades de gestor público permanecendo no cargo e renunciando ao outro emprego”.

23/09/2019 21h42
Por: Redação JKR Notícias
Fonte: Mais PB

Alvo de diversas críticas do vice-prefeito Temistocles Ribeiro Filho, que renunciou ao cargo nesta segunda-feira (23), a Prefeitura Municipal de Conde vê a decisão como a saída encontrado pelo vice após ter sido flagrado pelo Tribunal cometendo irregularidades.

Em nota, a Prefeitura disse que após Temistocles ter sido notificado pelo TCE por acumulação de cargo público, foi solicitado pela Secretaria de Administração que ele optasse por uma das remunerações, o que teria se negado a fazer, “obrigando a Prefeitura a suspender o subsídio que ele tinha direito sob pena de o município também afrontar a legislação”, diz o documento.

Ainda na nota, a Prefeitura considerou as acusações e denúncias feitas pelo vice na carta de renúncia como ‘fantasiosas’. “Ele resolveu politicar a opção que fez: a de não assumir suas responsabilidades de gestor público permanecendo no cargo e renunciando ao outro emprego”.

Confira nota na íntegra:

ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE CONDE

NOTA OFICIAL- RENÚNCIA DO VICE-PREFEITO

Sobre a renúncia do vice-prefeito de Conde:

1 – A Prefeitura Municipal de Conde atribui a renúncia do vice-prefeito ao fato de ele ter sido flagrado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) cometendo acumulação de cargo público, o que é vedado por lei;

2 – O TCE notificou a Prefeitura sobre a ilegalidade, e a Secretaria de Administração do Município procedeu de forma a que o então vice-prefeito optasse por uma das remunerações e sanasse a ilegalidade, o que ele se recusou a fazer, obrigando a Prefeitura a suspender o subsídio a que ele tinha direito sob pena de o município também afrontar a legislação em vigor;

3 – A Prefeitura considera fantasiosa a afirmação do renunciante apresentada em carta encaminhada à Câmara Municipal de que seria vítima de perseguições por parte de integrantes da Gestão Municipal, fato que teria causado a renúncia;

4 – Na verdade, ele resolveu politizar a opção que fez: a de não assumir suas responsabilidades de gestor público permanecendo no cargo e renunciando ao outro emprego. Optou por mentir quanto à realidade dos fatos, traindo a confiança dos que acreditaram no seu anunciado intento de contribuir com trabalho para o desenvolvimento do Município;

4 – A Prefeitura rejeita as acusações descabidas aos integrantes da equipe gestora, e lamenta o desfecho decepcionante da curta trajetória política de um cidadão que se acovardou diante dos desafios políticos e administrativos impostos àqueles realmente com coragem de lutar em defesa da população condense.
A PREFEITURA
Conde, 23 de setembro de 2019

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.