Sexta, 22 de março de 2019
(83) 99635-5176
Entretenimento

01/03/2019 às 11h25

53

Redação Portal JKR

Mari / PB

Sete escolas abrem o desfile do Grupo Especial do carnaval 2019 de São Paulo
Ainda é possível comprar entradas para hoje.
Sete escolas abrem o desfile do Grupo Especial do carnaval 2019 de São Paulo
(Foto: Reprodução)

As escolas de samba do grupo especial entram na avenida do Sambódromo do Anhembi, nesta sexta-feira (1º), na primeira noite do Carnaval de São Paulo. Colorado do Brás, Império da Casa Verde, Mancha Verde, Acadêmicos do Tucuruvi, Acadêmicos do Tatuapé, X-9 Paulista e Tom Maior se apresentam a partir das 23h15. CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e SPTrans montaram esquema especial de trânsito e transporte público para os foliões que forem acompanhar de perto o show.


A primeira escola a se apresentar será a Colorado do Brás, a partir das 23h15, que volta à elite da folia paulistana após 25 anos. A agremiação, que foi fundada em 1975 a partir de uma reunião entre amigos, foi vice-campeã do grupo de acesso em 2018.


Império de Casa Verde vem na sequência com um desfile inspirado em filmes de Hollywood. Criada em fevereiro de 1994, a escola é tricampeã do grupo especial (2005, 2006 e 2016). A “caçula do samba”, como é conhecida pelos envolvidos na Festa, promete alegorias repletas de referências a produções como Alice no País das Maravilhas, Harry Potter e Senhor dos Anéis.


Em seguida, a Mancha Verde entra em cena, 1h25, com o enredo Oxalá, salve a princesa. A saga de uma guerreira negra. Em 2018, a escola alcançou o melhor desempenha no grupo especial, ficando em terceiro lugar — empatada numericamente com Acadêmicos do Tatuapé e Mocidade Alegre —, mas perdendo por conta do critério de desempate. 


É com um grito de Liberdade – O Canto Retumbante de um Povo Heroico que a Acadêmicos do Tucuruvi entra na Anhembi. A escola de samba da zona norte de São Paulo, que foi vice-campeã no carnaval de 2011, vai mostrar o resultado do trabalho realizado ao longo do último ano, após sofrer com incêndio que destruiu 90% das fantasias em janeiro de 2018.


A Acadêmicos do Tatuapé entra com o peso de manter a hegemonia conquistada nos últimos dois anos. A escola, bicampeã em 2017 e 2018, promete que um dos momentos de maior emoção será a exaltação a força dos guerreiros africanos, que lutaram pela liberdade durante a escravidão.


Com dois títulos, 1997 e 2000, a X-9 Paulistana entra em cena com uma homenagem aos 60 anos de vida de Arlindo Cruz, um dos maiores sambistas do país. A princípio, a agremiação e a família do cantor fizeram um movimento para viabilizar a participação do músico no desfile, entretanto, na quarta-feira (27), eles anunciaram que ele não participará da folia na capital paulista.


O encerramento do primeiro dia de desfiles no Sambódromo ficará por conta da Tom Maior. A escola de samba entra na avenida às 5h45 com o enredo Penso. Logo, existe. As Interrogações de nosso imaginário, na busca do inimaginável. Criada em 14 de fevereiro de 1973, a Tom Maior é marcada pela participação popular e por fazer parte da memória da metrópole.


De acordo com a Liga das Escolas de Samba, os ingressos para o sábado estão esgotados. Ainda é possível comprar entradas para hoje.

FONTE: R7

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium