Sexta, 22 de fevereiro de 2019
(83) 99635-5176
Internacional

12/02/2019 às 07h21

38

Redação Portal JKR

Mari / PB

Congressistas fecham acordo provisório para evitar nova paralisação nos EUA
O valor é muito inferior ao exigido inicialmente pelo mandatário americano para a construção da barreira de concreto. Em dezembro, Trump queria 5,7 bilhões para a construção de 215 km de muros.
Congressistas fecham acordo provisório para evitar nova paralisação nos EUA

Parlamentares democratas e republicanos anunciaram ter alcançado na noite de segunda-feira (11) um acordo provisório para evitar uma nova paralisação do governo dos Estados Unidos, que poderia acontecer no fim desta semana.


"Alcançamos um acordo de princípio sobre segurança interna, entre outros", disse o senador republicano Richard Shelby à imprensa.





Ainda não foram divulgados detalhes do acordo, mas, segundo a imprensa americana, a negociação inclui 1,375 bilhão de dólares para construção de barreiras verticais de aço na fronteira com o México, e não em um muro sólido, como deseja o presidente Donald Trump. O valor acordado permite a construção de 89 km de muros.




O valor é muito inferior ao exigido inicialmente pelo mandatário americano para a construção da barreira de concreto. Em dezembro, Trump queria 5,7 bilhões para a construção de 215 km de muros.




Por outro lado, o acordo omitiria o limite máximo de detidos no país, que era uma exigência democrata, segundo o jornal "The Washington Post".




Esse acordo ainda deverá ser aprovado pela Casa Branca para evitar um novo ‘shutdown’, como é conhecido o bloqueio administrativo, quando se esgotarem os fundos atuais, na próxima sexta (15).




“Nossas equipes estão apenas trabalhando nos detalhes”, afirmou a deputada democrata Nita Lowey.




Os democratas e Trump estão há semanas em um impasse sobre o financiamento do muro na fronteira dos Estados Unidos com o México, que foi uma das principais promessas de campanha do presidente.



Parlamentares democratas e republicanos anunciaram ter alcançado na noite de segunda-feira (11) um acordo provisório para evitar uma nova paralisação do governo dos Estados Unidos, que poderia acontecer no fim desta semana.


"Alcançamos um acordo de princípio sobre segurança interna, entre outros", disse o senador republicano Richard Shelby à imprensa.





Ainda não foram divulgados detalhes do acordo, mas, segundo a imprensa americana, a negociação inclui 1,375 bilhão de dólares para construção de barreiras verticais de aço na fronteira com o México, e não em um muro sólido, como deseja o presidente Donald Trump. O valor acordado permite a construção de 89 km de muros.




O valor é muito inferior ao exigido inicialmente pelo mandatário americano para a construção da barreira de concreto. Em dezembro, Trump queria 5,7 bilhões para a construção de 215 km de muros.




Por outro lado, o acordo omitiria o limite máximo de detidos no país, que era uma exigência democrata, segundo o jornal "The Washington Post".




Esse acordo ainda deverá ser aprovado pela Casa Branca para evitar um novo ‘shutdown’, como é conhecido o bloqueio administrativo, quando se esgotarem os fundos atuais, na próxima sexta (15).




“Nossas equipes estão apenas trabalhando nos detalhes”, afirmou a deputada democrata Nita Lowey.




Os democratas e Trump estão há semanas em um impasse sobre o financiamento do muro na fronteira dos Estados Unidos com o México, que foi uma das principais promessas de campanha do presidente.




G1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium